A Henkel se associa com a Fiat Chrysler para Economizar Peso e Melhorar o Desempenho de Processos e Materiais

A Henkel e a Fiat Chrysler Automobiles (FCA) debateram sobre sua estreita cooperação no desenvolvimento de novos processos de tratamento inovadores aplicados à última versão do Alfa Romeo Giulia.

Ambas companhias compartiram o pódio durante o Surcar 2017, encontro internacional sobre acabamentos de carroceria, em Cannes, França de 29 a 30 de junho. A FCA e a Henkel trabalharam juntas durante quase três anos para desenvolver e adaptar os materiais e sistemas da Henkel às necessidades específicas da FCA.

A redução de peso nas carrocerias está gerando mudanças significativas nos processos aplicados nas oficinas de pintura e funilaria. As carrocerias mais leves fabricadas com liga de aço e metais mais leves como o alumínio requerem novos enfoques para os tratamentos de superfícies. Os novos processos estão proporcionando aos fabricantes de automóveis não só a oportunidade de utilizar estruturas metálicas mais leves, senão que também estão utilizando materiais que são mais leves que as gerações anteriores de produtos de tratamento. Os processos e procedimentos estão mudando significativamente a medida que se lançam novos materiais e tecnologias de aplicação.

No Surcar, Roberto Selvestrel da FCA Materials Engineering Paint e Manfred Holzmueller, Diretor de Ventas da Transplant OEM Business na Henkel, analisaram os resultados obtidos mediante o uso de novos sistemas de tratamento de metais aplicados ao novo Giulia, criados através de uma estreita cooperação entre engenharia de carroceria, processos, e engenharia de materiais e o processo de fornecimento de materiais. Iluminou o enfoque holístico que inclui tecnologia de pré-tratamento multimetal de última geração, assim como tecnologias de revestimento e vedação acústica e estrutural na oficina de carroceria e pintura.

O novo Giulia tem uma carroceria 90 kg mais leve do que uma comparável de aço. Isto foi possível através da utilização de metais leves em combinação com novos materiais de processo e tecnologias de aplicação. Para reduzir o peso e melhorar o desempenho, a FCA está utilizando alumínio para 45% do peso da carroceria do automóvel. Adotou um conjunto acústico pioneiro para melhorar a comodidade dos passageiros e, ao mesmo tempo, reduzir mais peso.

Processos de Pré-tratamento
O processo Bonderite de pré-tratamento de metal em dois passos foi desenvolvido pela Henkel em carrocerias multimetal com um conteúdo de alumínio muito elevado (até 80%), proporcionando um desempenho superior frente à corrosão e reduzindo ao mesmo tempo os custos de investimento e processamento. O processo de revestimento por imersão utiliza fosfato de zinco no primeiro passo para tratar o aço, seguido de tratamento com alumínio no enxaguado posterior.

O alumínio pode ser consumido pelos ácidos normalmente utilizados para fosfatizar o aço, sendo necessário encontrar um equilíbrio no processo de tratamento, afirma Holzmueller.  O desempenho frente à corrosão é igual ao do fosfato de Zinco tricatiônico, porem o processo Bonderite gera de 30 a 50% menos de sedimentos, consome menos produtos químicos e cria menos rugosidade na superfície, que requer reprocessado. A temperatura de serviço mais baixa também economiza energia.

Eliminando o ruído
O Alfa Romeo Giulia também se beneficia dos preenchimentos de pilares de alta expansão Henkel Teroson. Trata-se de molduras fabricadas com um elastômero especial espumável que se insertam nas cavidades da carroceria do automóvel: nos pilares A, por exemplo, durante a montagem na oficina de funilaria. Quando a carroceria passa através do forno e-coat, as altas temperaturas fazem com que as molduras se expandam, aumentando até dez vezes seu volume original, preenchendo e vedando completamente a cavidade. Isto evita que entre ar na cavidade enquanto o veículo está em movimento e elimina o ruído do vento que de outro modo se produziria.

Um segundo produto de Teroson aplicado à carroceria do automóvel, Teroson AL7154, é um amortecedor de som acrílico à base de água aplicado por pulverização (LASD) desenvolvido pela Henkel para reduzir a geração de ruído no habitáculo, causado pela vibração da carcaça da carroceria. Durante exaustivos testes na FCA, este produto mostrou acentuadamente o fator de perda mais alto (uma medida das propriedades de amortecimento) de todos os materiais utilizados. O peso total de Teroson AL7154 no Giulia é inferior em mais de 10% em relação a das almofadas betuminosas padrão que teriam proporcionado um nível mais baixo de isolamento acústico. Outra vantagem deste novo LASD é que se pode aplicar de forma robótica, sem necessidade de intervenção humana. Isto tem implicações importantes, não apenas em termos de custos, senão também em termos de saúde e segurança.

O Alfa Romeo Giulia foi o primeiro automóvel novo que se beneficiou do uso de Teroson AL7154.  Outros dois veículos fabricados pela FCA na mesma linha em Cassino, Itália, o primeiro SUV da companhia, o Stelvio, assim como o Giulietta atual (numa mudança de atualização) também adotam desde então o produto.

Também desenvolvido para a aplicação completamente robótica no Giulia, Teroson PV3414 é um novo conceito de vedação de costura interior e exterior que substitui dois vedantes diferentes: um para costuras exteriores e outro para interiores, e ambos aplicados manualmente.  Permite uma maior velocidade de aplicação, uma melhor vedação, oferece um melhor aspecto, menos goteio e menos trabalho manual de retoque. A Alfa Romeo também é a primeira fabricante que adoptou este sistema, que se baseia em um plastisol de PVC.

Segundo Holzmueller: A nova oficina de pintura de Cassino está proporcionando à FCA uma mudança qualitativa radical nos seus veículos. A companhia agora utiliza a tecnologia de pintura mais moderna para a produção de veículos de gama alta. Cremos que o espírito inovador na Henkel se vê claramente refletido no novo Giulia. Estamos facilitando a redução de peso mediante o uso de metais mais leves, e ajudamos a nossos clientes a reduzir custos e melhorar a sustentabilidade graças ao uso de sistemas de aplicação totalmente automatizados e à redução de resíduos ao evitar os sedimentos e o excesso de pulverização nos processos.

Ademais, estamos reduzindo a necessidade de limpeza e manutenção. A FCA deu um grande passo adiante com a implementação simultânea de numerosas novas tecnologias e processos para o novo Alfa Romeo Giulia. Uma cooperação forte e intensa entre nossas duas companhias foi essencial, e me sinto feliz ao ter obtido um carro inovador tão maravilhoso!

Bonderite e Teroson são marcas registradas da Henkel e/ou suas filiais na Alemanha e em outros lugares.

Entre em contato conosco

Por favor, preencha o formulário abaixo e nós lhe responderemos em breve.

Existem alguns erros. Por favor, corrija-os.
O que você gostaria de pedir?
Este campo é obrigatório
Este campo é obrigatório
Tratamento
Este campo é obrigatório
Este campo é obrigatório
Este campo é obrigatório
Este campo é obrigatório
Este campo é inválido
Este campo é obrigatório